O que acontece na infância, não fica na infância

Não menosprezemos as crianças. Desde cedo, muito cedo, elas aprendem. Aprendem muito! Aprendem a cada minuto. Estudos indicam que do zero aos três anos, as crianças têm uma plasticidade cerebral imensa e inigualável, que deve ser explorada e ‘aproveitada’ de forma positiva e saudável. Aos 12 meses, notemos, uma criança tem o dobro de conexões…

Os direitos naturais das crianças

No livro “A pedagogia do caracol: por uma escola lenta e não violenta”, o artista plástico e escritor italiano, Gianfranco Zavalloni, discute novas possibilidades para uma escola que respeite o tempo, o espaço, a autonomia e a imaginação da criança. Ele, que foi diretor de escola durante longos anos, escreveu, em 1994, um manifesto elencando…

A histeria coletiva das festas infantis

Este texto é um misto de reflexão e indignação. Talvez um desabafo. Depois que virei mãe, minha agenda de eventos sofreu alterações relevantes. Passei a frequentar festas infantis com uma assiduidade considerável. Nestas oportunidades, encontrei um terreno fértil para observar – e confirmar – como a infância é desrespeitada e pouco compreendida pelos adultos. Alguns…

O desafio de compreender o estado poesia da infância

No livro “Reflexões sobre a criança, o brinquedo e a educação“, Walter Benjamin propõe, entre tantas outras, uma discussão sobre como nós, adultos, interpretamos, a nosso modo, a sensibilidade infantil. Permitimo-nos tal façanha por acreditarmos que – por estarmos há mais tempo neste mundo, temos “experiência acumulada” e, portanto, sabemos o que é melhor para…

Corpo de criança: um corpo que brinca, investiga, experimenta

Recentemente conheci a história de um menino que foi privado de movimento do nascimento aos 2 anos de idade. Os pais o prenderam num carrinho de bebê. Após este período – e quando os maus tratos foram descobertos – ele foi adotado e passou a receber carinho, amor e a ter uma nova relação com…

Produtos licenciados: os grandes promotores de vendas na infância

“Em 1983, as empresas gastavam 100 milhões de dólares em publicidade direta para crianças. Hoje, gastam 15 bilhões de dólares”. Esta afirmação está no livro “Crianças do consumo: a infância roubada“, da psicóloga norte-americana Susan Linn, e demostra o expressivo interesse de mercadólogos no público infantil. Um interesse que surgiu a partir de adventos bastante…

A superexposição de crianças na internet

Imagens. Quantas delas atravessam o nosso dia-a-dia? Por Whatsapp, na timeline do Facebook e do Instagram, nas páginas dos jornais e revistas, nas telas da TV e do cinema: as imagens adentraram a vida moderna de forma definitiva e se tornaram centrais às relações que se estabelecem em nosso tempo. Somos uma sociedade da imagem…