Um espaço para pensar a comunicação e a educação de forma integrada

Os 10 Grandes Impactos das Mídias Sociais na Educação

15 Comentários

As redes sociais chegaram para ficar. O Facebook conta com mais de 800 milhões de usuários ao redor do mundo, enquanto o Twitter atrai mais de 200 milhões de pessoas. Não podemos esquecer também das outras redes, como Youtube, Orkut, MySpace e até mesmo os blogs.

Não há dúvidas quanto ao envolvimento dos alunos com todas essas ferramentas online, porém, quais os efeitos disso? Abaixo separamos um breve comparativo entre os pontos positivos e os negativos dessa relação dos jovens com as mídias sociais.

Essa é uma boa visão para que pais e educadores saibam como conter e evitar os possíveis efeitos negativos e reflitam sobre maneiras de explorar os impactos positivos.

Confira!

Possíveis Pontos Negativos

1. Muitos estudantes não sabem lidar com a grande oferta de informações disponível na internet. Alguns tomam tudo o que lêem na web como verdade absoluta e isso interfere no processo de aprendizagem e no desenvolvimento de olhar crítico perante o que lhes é apresentado.

2. O jovem de hoje é multifuncional, faz tudo ao mesmo tempo, porém, isso pode ter consequências negativas se não for bem administrado. O acesso às redes sociais durante os momentos de estudo, por exemplo, pode causar distração e interferir no desempenho acadêmico.

3. O excesso pode ser arriscado. Ao gastarem horas e horas nas redes sociais, os jovens deixam de interagir cara-a-cara e isso pode prejudicá-los no convívio em sociedade. Com menos interações “reais”, eles podem ter a capacidade de comunicação comprometida (a internet não exige entonações, linguagem corporal, etc). O mundo “offline” jamais pode ser substituído pelo online.

4. A popularidade das redes sociais e a velocidade que é característica ao mundo online criaram novas maneiras de escrever e falar, enfim, transformaram a língua portuguesa, dando a ela, novos aspectos e sentidos. Isso pode interferir na qualidade de redação desses jovens. A linguagem da internet ainda não foi naturalizada como padrão em nossa sociedade, ela ainda se limita ao meio online. Trabalhos escolares, por exemplo, ainda exigem a linguagem formal. Contudo, palavras como “vc”, “eh”, “baum” acabam aparecendo em trabalhos acadêmicos e os jovens, por muitas vezes desconhecerem a escrita formal, acabam dependendo de corretores automáticos.

5. Muitos estudantes não pensam antes de postar algum conteúdo na internet. É preciso lembrar, porém, que tudo o que escrevemos na web pode ser visto e logicamente, julgado. Posts com conteúdos comprometedores podem trazer complicações ao aluno ao longo de sua caminhada acadêmica e profissional. Algumas escolas, por exemplo, procuram informações prévias sobre futuros alunos e dependendo do que encontram, o estudante pode ser prejudicado. A internet é um livro aberto, por isso, orientar o jovem nesse aspecto é essencial.

Possíveis Pontos Positivos

1. As mídias sociais aumentaram a interatividade e a possibilidade dos alunos se expressarem e colaborarem com a produção de informação. A dinâmica rápida (quase instantânea) do mundo online, deu ao jovem a capacidade de desenvolver pensamento rápido, qualidade que é extremamente apreciada na realidade em que vivemos.

2. As redes sociais ensinam os jovens importantes situações do mundo real. Por exemplo, a noção de “rede de contatos” é exercitada por meio de comunidades como Facebook e isso pode ajudar o jovem ao longo de sua vida. Ser capaz de criar redes de contato sólidas é extremamente importante para o desenvolvimento tanto pessoal, como profissional e acadêmico.

3. Pelo enorme contato que possui com as novas tecnologias, o jovem de hoje as domina completamente. Esse domínio é muito útil, já que hoje o andamento do mundo depende dessas novas tecnologias. Ter essa habilidade é estar pronto para as exigências que virão pela frente.

4. Desenhar um perfil online hoje em dia é fácil. Construir e desconstruir tornou-se parte da vida desses jovens. Eles fazem perfis, definem quem são, apagam perfis, somem e aparecem quando bem entendem. Essa dinâmica proporciona a flexibilidade. Com esse movimento constante, eles controlam o que querem ser e quando querem ser. Isso pode ser relevante para situações do dia-a-dia e ao longo da vida, em que, muitas vezes, devemos assumir determinados comportamentos, dar nossa opinião, nos calarmos, enfim, sermos flexíveis e nos adaptarmos aos diferentes cenários que nos são impostos.

5. A internet abre um mundo favorável à criatividade. Ter seu próprio blog ou seu site de fotos, por exemplo, dá abertura para que o jovem se expresse e mostre seu talento. Ao compartilhar com os outros, ele tem um feedback instantâneo sobre a sua produção, o que pode motivá-lo e até mesmo ajudá-lo a construir e seguir sonhos e objetivos.

O que você acrescentaria ou tiraria da lista? Deixe um comentário com a sua opinião!

(O texto que você leu é uma adaptação da matéria “The 10 Best and Worst Ways Social Media Impacts Education“)

About these ads

Autor: Carolina Prestes Yirula

Gosto de escrever e acredito que assim consigo organizar o que existe em mim. Tenho um blog sobre Educomunicação (http://cadernodia.wordpress.com) e outro para escrever rascunhos sobre todo o resto (http://carolprestes.wordpress.com). Boa leitura!

15 thoughts on “Os 10 Grandes Impactos das Mídias Sociais na Educação

  1. Apesar dos pontos negativos, esta é uma realidade que educadores e pais têm que aprender a coordenar, talvez o caminho seja explorar os aspectos positivos, e trabalhar e muito os pontos negativos.

  2. Parabéns pelos pontos positivos e negativos! O único que não me agradou foi o ponto positivo 4 : ” … Desenhar um perfil online hoje em dia é fácil. Construir e desconstruir tornou-se parte da vida desses jovens. Eles fazem perfis, definem quem são, apagam perfis, somem e aparecem quando bem entendem. Essa dinâmica proporciona a flexibilidade…” Será?? Na vida real, as coisas não são bem assim…
    Teresa

  3. Olá gostei de seus textos!Também possuo um blog onde publico para meus colegas professores os textos que considero importante para nossas reflexões e trabalho.Dá uma passada lá http://educacaofisinctec.blogspot.com

  4. Um ótimo livro que eu estou lendo sobre o tema é “A Utilização das Redes Socias na Educação”.

    http://clubedeautores.com.br/book/50369–A_Utilizacao_das_Redes_Sociais_na_Educacao

  5. Perguntinha básica : E os PROFESSORES ? Onde estes entram nos dados ? Assim …não que eu vá usar esta informação de alguma forma…mas era só prá saber ?

    Alguém tem informações ?

  6. Acredito que devemos encarar as mídias sociais como mais um forma de interagir, não como a “polivalente” manifestação de linguagem que exclui outros canais de comunicação. Como educadora, aposto e invisto no uso crítico e responsivo de tais mídias, pois elas têm o grande poder da alienação em outras dimensões, deixando para trás nossa naturalidade.

  7. È claro que devemos utilizar o que e nosso,mais com dedicação

  8. Não posso afirmar com veemência, mas acho que o significado do título está equivocado. Os significados de Midia social e rede social são distintos. A tradução literal pode não condizer com a diferença entre a socialização de pessoas pela internet(rede social virtual) e o meio utilizado para isso(mídia social). Não é o objeto utilizado que está posto em evidência, mas como está servindo de ligação para algo, a “rede”.

    Parabéns pela matéria.

  9. mt bom gostei, e um txt educativo e bm informativo…

  10. e muito informativo adoreiiiiii………

  11. ADOREI TUDO! MUITO INTELIGENTE ESSE TIPO DE MIDÌAS SOCIAIS……….

  12. Acredito que tudo deve ser adaptado e aproveitado, sempre haverá pontos positivos e negativos em relação aos jovens, crianças e até mesmo adultos e os meios midiáticos, principalmente se analisarmos em ponto de vista acadêmico.
    Um ponto negativo que observei é em relação à letra, a caligrafia dos jovens atuais, desde pequenos aprendem a digitar, a escrever através do computador, não praticam mais a escrita em lápis e o caderno, por vezes suas letras são difíceis de decifrar. Por outro lado a tendência mundial é se escrever cada vez mais em programas de computadores, até que ponto isso se torna um problema? Atrapalha o raciocínio e o aprendizado? Acredito que com as escolas atuais, onde o professor escreve na lousa e o aluno copia, acaba dificultando no acompanhamento da matéria dada e ao se tentar estudar em casa, pois às vezes nem eles compreendem o que escreveram e como ainda vão deparar com provas, concursos e vestibulares onde se precisa escrever corretamente, com letra legível e opinarem fora das telas, acaba os prejudicando neste aspecto.
    Tudo é uma questão de adaptação, o facebook, twitter, jogos online, entre outros, em excesso, faz mal. Como dizia os mais velhos: “Tudo em excesso faz mal”, ainda mais se mal aproveitado. Mas se os pais, professores e até a escola buscar seus pontos positivos e auxiliando nos negativos, trabalhando o olhar critico dos jovens, as informações e dados podem gerar conhecimentos em diversas disciplinas, trabalhadas de forma adequadas, que prendam a curiosidade e atenção, pode se fazer a diferença e ensinar o jovem a utilizar de forma mais produtiva as ferramentas da Web.
    :)

  13. Gostei do seu texto e também acredito na importância das redes sociais como ferramenta colaborativa do processo de ensino e aprendizagem.
    Sou professor de História e trabalho questões do ENEM com os meus alunos do Ensino Médio, nós temos um grupo e neste ambiente são discutidos os temas pelos alunos, é uma forma de estender o tempo de estudo e aumentar o interesse dos alunos.
    Nessa minha experiência destaco como ponto positivo o interesse dos alunos e a melhora na relação entre os alunos e o professor, os alunos passam a se identificar mais com o professor e ver o professor como um amigo que utiliza as mesmas ferramentas que ele.
    Não concordo que “muitos estudantes não sabem lidar com a grande oferta de informações disponível na internet. Alguns tomam tudo o que leem na web como verdade absoluta”, talvez uma parcela pequena dos alunos se encaixem nesse perfil, mas muitos sabem filtrar as informações da internet. Um ponto negativo que eu gostaria de destacar é o bullying virtual, nas escolas o bullying é um grande problema e com as redes sociais fica ainda mais difícil de ser controlado, a conscientização é a única saída, mas o insucesso no combate ao bullying pode ser trágico e cito como exemplo a história da americana Amanda Todd que cometeu suicídio por sofrer bullying virtual ( este é o link do youtube para quem não conhece essa triste história http://www.youtube.com/watch?v=gikbgGOE5II )
    Os educadores devem utilizar as redes sociais, mas como tudo na vida tem pontos negativos e positivos e também deve haver um conhecimento prévio por parte do professor dessas ferramentas e não ter uma mentalidade conservadora de que essas mudanças são somente negativas.

  14. O trabalho do professor deve ser de acompanhamento, proporcionando reflexões sobre as informações adquiridas com a internet, mostrar para o aluno como ele pode se enriquecer com suas navegações, ajudá-lo a encontrar benefícios para sua vida. quanto ao internetês, não vejo que a internet seja responsável pelo uso indevido da linguagem, se o aluno é preparado adequadamente e tem domínio de sua língua materna, obviamente ele a usa corretamente. acredito que essa questão vai além de ser internauta ou não, trata-se de desenvolver um bom trabalho em sala de aula em relação a escrita. é preciso criar junto com nossos alunos uma visão crítica e pesquisadora diante dessa tecnologia toda.

  15. Diante dessa realidade, é preciso que a escola explore os recursos apresentados pelas redes sociais, e propor atividades que foquem as diversas inteligências e habilidades dos alunos para que eles se sintam desafiados e motivados para realizar as atividades. Não se esquecendo, é claro, de orientá-los para que possam apropriar desse universo repleto de informações e por fim transformá-las em conhecimentos válidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 42 outros seguidores